quarta-feira, junho 02, 2010

Rosa Coutinho

Morreu.

Farão amanhã 35 anos da nossa chegada a Portugal.
A minha Mãe, a minha irmã e eu.
Uma fuga a coberto da noite. A coberto do mais profundo bréu.
Uma fuga com início a 26 de Maio e termo a 03 de Junho .........
O meu Pai ainda ficou mais 1 mês e meio .....................................
Angola fervia.
Aquando da nossa paragem/escala no aeroporto de Luanda, para fazer entrar mais mulheres e crianças dos funcionários da Companhia, entraram não só os destinatários, mas todas as mulheres e crianças, outros, que estavam desesperados e acampados em pleno aeroporto.
Os rockets passavam por cima e ao lado do avião.
Dentro parecia um Jardim Zoológico, com os bichos de estimação dos miúdos; menos o meu, que exigiram que ficasse, ele o meu gato.

Cá, não foi melhor.

(Emprestadado do Nuno Castelo-Branco entretanto corrigido)

E como um dia todos morreremos, os traidores abjectos não são excepção.

(Também no A Revolta)